Plataformas SOAR estão entre as principais tendências em gestão de vulnerabilidades

A segurança da informação está evoluindo mais rapidamente que qualquer outra área no mundo dos negócios, mesmo diante da atual situação econômica brasileira, que fez com que muitos líderes de negócio ficassem mais relutantes antes de investir em inovação na área de cibersegurança para o negócio.

Boa parte disso se deve ao fato de que, mesmo em um momento de crie, o número de ativos corporativos que precisam de proteção continuam crescendo, e os negócios que não forem capazes de se proteger podem enfrentar consequências severas, como a perda de dinheiro, problemas judiciais e perda de reputação.

Neste cenário, a gestão de vulnerabilidades é um tema de destaque dentro da área de segurança da informação. O custo de prevenir ameaças ao negócio acaba sendo muito mais fácil do que remediá-las. Ainda assim, como as tarefas de gestão de vulnerabilidades acabam ocupando muitos recursos da TI, os organizações brasileiras acabam se dedicando mais à resposta a incidentes do que à prevenção, uma abordagem que pode ser bastante arriscada.

Por isso, uma das principais tendências em gestão de vulnerabilidades são as plataformas SOAR, que facilitam processos de gestão de segurança ao utilizar dados legíveis de múltiplas soluções de segurança para oferecer relatórios, análises e capacidades de gestão para dar suporte a uma ou a múltiplas equipes de TI.

A gestão de vulnerabilidades precisa de uma estratégia consistente de captura e análise de dados, e uma plataforma SOAR pode oferecer isso de um modo que as múltiplas soluções de segurança presentes no ambiente de TI não são capazes.

Ao contrário de ferramentas como SIEM e soluções de resposta a incidentes, a plataforma SOAR aplica uma lógica de contexto e tomada de decisão para oferecer fluxos de trabalho e priorização de remediação.

Saiba mais sobre por que o SOAR é uma das principais tendências em gestão de vulnerabilidades para melhorar os processos de segurança:

Centralização de resultados de múltiplas plataformas

As plataformas de SOAR podem economizar boa parte dos recursos da equipe de segurança da TI ao evitar a análise manual de dados de múltiplas plataformas isoladas de diferentes fornecedores, permitindo que os tomadores de decisão tenham uma visão ampla do ambiente e tomem decisões embasadas.

Priorização de atividades

Usando dados de vulnerabilidades, configurações e outras informações do estado das operações de segurança, as plataformas SOAR podem cruzá-las com dados do contexto do negócio e do mercado para oferecer aos líderes de tecnologia a capacidade de priorizar a remediação de vulnerabilidades de acordo com a criticidade para o negócio.

Apoio na correção de vulnerabilidades

As plataformas SOAR permitem automatizar e definir fluxos de trabalho de remediação e resposta envolvendo diferentes tecnologias, mesmo que sejam de diferentes fornecedores, e diferentes equipes e unidades de negócio. Os usuários ainda podem formalizar processos e políticas de resposta e correção de vulnerabilidades.

Alertas automáticos

Uma plataforma SOAR reduz o tempo médio na resolução de vulnerabilidades, pois emite alertas automáticos em tempo real para dar à equipe os recursos necessários para corrigir falhas de segurança de acordo com o nível de criticidade, reduzindo a superfície de ataque em menos tempo.

O GAT, primeira plataforma SOAR do Brasil, centraliza em uma única plataforma todos os resultados de segurança da sua empresa, possibilitando o compartilhamento com múltiplas equipes, a priorização de ações de correção e o acompanhamento de todo o processo de gestão de vulnerabilidades. Conheça mais sobre os recursos do GAT.

Como está a Segurança Digital da sua empresa?

Converse com nossos especialistas.