Os perigos de não investir na segurança do eCommerce

Segundo a consultoria eMarketer, o Brasil é o 10º melhor mercado mundial em eCommerce e também cada vez mais os consumidores estão aderindo às lojas virtuais. Mas, ao mesmo tempo em que oferece mais variedade, melhores preços e comodidade, o varejo virtual também pode representar um risco para os consumidores, caso as empresas não disponham de políticas de segurança que garantam a integridade das informações pessoais.

E esse custo é alto. Estudo realizado pelo Ponemon Institute sobre o custo das violações de dados em diversos setores aponta que no varejo o valor de cada dado violado chega a US$ 172, abaixo apenas dos setores de saúde, educação, financeiro, serviços e life sciences.

Para evitar prejuízos financeiros e à reputação da marca, as empresas têm a responsabilidade de manter seguro todo o tráfego de dados das transações com seus clientes, evitando fraudes, violações de dados e interrupção dos negócios.

Mas como proteger seu negócio e os seus clientes? Em primeiro lugar, implantando melhores práticas. Todos os varejistas de eCommerce que aceitam transações via cartão de crédito devem seguir o padrão PCI-DSS, que contém 12 normas que incluem implantação de firewall, proteção dos dados bancários armazenados e controle de acesso aos dados, entre outras. Também é preciso implantar diversas camadas de segurança para autenticação dos dados, efetuar testes de invasão e usar ferramentas de autenticação de identidade.

Ofereça toda a segurança aos seus clientes

Toda vez que o cliente entra no seu site e faz uma compra, ele está se expondo a riscos, já que fornece informações sensíveis. Nos seus bancos de dados, os varejistas virtuais armazenam informações como nome, idade, endereço, histórico de compras e, principalmente, dados bancários.

E esses dados são valiosos para os criminosos digitais, que sempre estão em busca de brechas na segurança para roubarem informações que podem ser usadas para fraudes ou até mesmo para chantagear a sua empresa e exigir “resgate”.

As empresas precisam estar atentas à segurança, buscando parceiros capazes de entregar as mais inovadoras tecnologias para a proteção online de dados sensíveis, e também estar em conformidade com as melhores práticas e protocolos de segurança para aumentar a confiança de seus clientes.

Como está a Segurança Digital da sua empresa?

Converse com nossos especialistas.