Microsoft Computing Safety Index mostra comportamento on-line

A Microsoft divulgou os resultados do seu relatório semestral Microsoft Computing Safety Index (MCSI) que revelam que mais da metade (55%) dos entrevistados estão enfrentando diversos riscos e que somente 16% deles foram proativos na sua proteção e de seus dados. No Brasil, este índice é de 21%, mesmo que 87% tenham informado que já enfrentaram ameaças na Web. Este ano, o MCSI também examinou o comportamento de segurança em dispositivos móveis, descobrindo que embora menos da metade dos participantes brasileiros da pesquisa (42%) tenha feito as atualizações de segurança em seus PCs, somente 31% realiza as atualizações em seus aparelhos de celular.

“Dispositivos móveis muitas vezes têm tantas informações valiosas pessoais armazenadas, se não mais, quanto o próprio computador, tornando esses devices igualmente atrativos para os criminosos que roubam dados”, diz Jacqueline Beauchere, chefe de segurança on-line da Microsoft. “O último MCSI demonstrou que não importa onde e como a pessoa acessa a Internet, exercitar hábitos on-line seguros são essenciais. Existem algumas medidas e tecnologias que as pessoas podem adotar para ajuda-las a se prevenirem para que não se tornem vítimas de criminosos.”

O MCSI entrevistou mais de 10 mil usuários de PCs, smartphones e tablets, em mais de 20 países sobre suas impressões pessoais relacionadas à segurança na web, que atribuíram notas em uma escala de 0 a 100 em suas respostas. A pontuação global media foi de 34 (37 no Brasil) para segurança online em PCs e 40 para dispositivos móveis (45 é o dado local).

Uma síntese do estudo está disponível no Microsoft Computing Safety Index Survey para que as pessoas possam avaliar quão seguras estão quando navegam na Internet.

Dados importantes observados pelo MCSI no Brasil:
• Roubo de senhas ou informações da conta foram citados como uma preocupação por 45% dos entrevistados brasileiros, sendo que 38% disseram que visitam sites seguros e 39% que evitam o uso de redes Wi-Fi públicas em seus dispositivos móveis.

• 63% disseram se preocupar com vírus em seus computadores, com 47% utilizando firewalls, e mais da metade (55%) realizando a instalação de antivírus em seus PCs.
• 45% dos entrevistados afirmaram se preocupar com roubo de dados pessoais, ainda que apenas 25% tenham um PIN (personal identification number) ou senha para destravar seus dispositivos móveis, e 47% disseram se atualizar sobre informações que os ajudem a prevenir roubo de identidade.

• Países que participaram da pesquisa: Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Egito, Espanha, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Japão, Malásia, México, Rússia, Singapura, Turquia e Reino Unido.

*post do portal TI Inside Online, clique para ver o original.

Como está a Segurança Digital da sua empresa?

Converse com nossos especialistas.