Entenda a importância da segurança da informação no setor de saúde

Um estudo recente revelou que o setor de saúde respondeu por 9,2% das violações de dados de 2016, com mais de 4,1 mil violações de dados reportadas no último ano, resultando na exposição de mais de 4,2 bilhões de registros médicos. Isso mostra que a segurança da informação no setor de saúde deve ganhar cada vez mais importância

Segundo o IDC, os gastos globais em segurança da TI vão crescer cerca de 8,3%, gerando um crescimento de US$ 73,7 bilhões para US$ 101,6 bilhões entre os anos de 2016 e 2020. Ainda de acordo com o instituto de pesquisa, os gastos em segurança da informação no setor de saúde devem crescer 10,3% – taxa maior que a de qualquer outro setor.

Continue acompanhando o post e saiba como o setor de saúde pode garantir mais segurança da informação:

Planejamento constante

Documentação e risk assessment sólidos são essenciais para que os times de segurança da informação no setor de saúde construam bons casos de negócio e garantam o budget necessário para investir nas áreas necessárias.

Os executivos da área de saúde precisam estar conscientes dos riscos e danos gerados pelos ataques cibernéticos. Imagine o impacto um ataque de ransomware em um hospital, por exemplo. Em pouco tempo, o malware pode criptografar os registros médicos de centenas de pacientes, colocando suas vidas em risco.

Tomadores de decisão devem garantir a disponibilidade de todos os seus serviços, desde registros médicos até e-mails e outros aparelhos conectados.

Atenção ao treinamento dos funcionários e a políticas de segurança

Os tomadores de decisão precisam criar times de especialistas que se dediquem à segurança da informação no setor de saúde. Isso é um desafio devido à lacuna de profissionais especializados em TI e segurança no mundo, especialmente no Brasil. O foco para solucionar esse problema deve ser no treinamento da equipe, que pode ser online ou offline.

A governança de dados também deve ser uma preocupação das empresas do setor de saúde. Funcionários de todas as áreas precisam entender as regras e as políticas de segurança para usar os dados de que precisam de maneira segura.

Conte com os controles de segurança certos

O aumento no número de ataques direcionados às empresas do setor de saúde pode fazer com que tomadores de decisão passem a investir de maneira pesada em controles de prevenção, como proteção antimalwares e ferramentas de gestão e correlação de eventos de segurança (em inglês, security information and event management – SIEM).

Porém, é preciso ir além da sua zona de conforto e considerar sistemas de segurança de próxima geração, incluindo ferramentas que incluam funções de aprendizado de máquina e inteligência artificial para garantir o máximo de visibilidade.

O GAT, plataforma única desenvolvida no Brasil, oferece gestão de vulnerabilidades de forma integrada, fornecendo uma visão real do grau de exposição do ambiente de TI de empresas do setor de saúde. Conheça o GAT e saiba como a solução permite definir planos de ação com base na criticidade das falhas de segurança e na sensibilidade dos ativos.

Como está a Segurança Digital da sua empresa?

Converse com nossos especialistas.