Dia da Privacidade de Dados reforça cuidados com a segurança digital

O Dia da Privacidade de Dados, comemorado em 28 de janeiro, é um momento para refletirmos  atentamente sobre os caminhos da segurança e privacidade nesse novo cenário de transformação digital.

É claro: a segurança cibernética já é pauta na maior parte das empresas que movimentam ativos e fazem negócios se utilizando da rede.

Mas neste ano, a data traz uma reflexão especial: estamos realmente preparados e adequados aos limites impostos pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)?

O que devemos esperar da LGPD?

A lei, sancionada ainda em 2018 pelo Governo Federal, concedeu extenso período de adaptação às empresas e poderá penalizar empresas que ainda não estiverem seguindo as normas relativas à segurança cibernética podem sofrer graves sanções.

Conforme dita a LGPD, as empresas brasileiras e multinacionais que atuam no território precisarão criar mecanismos para se adequar à nova legislação.

As medidas envolvem ações relacionadas a pessoas, processos e tecnologias. Tudo em prol de uma melhor documentação em torno dos processos atrelados à segurança digital.

Com a aplicação das novas regras, o Brasil caminhará na vanguarda, à exemplo de outros países, no que tange à segurança da informação na internet.

Mas para isso, a comunicação de incidentes, os relatórios e análises devem ser comunicados de forma horizontal – tanto dentro da empresa quanto para as entidades e órgãos responsáveis pela fiscalização.

Com a organização, qualificação e avaliação de dados relativos a segurança digital dos sistemas, ficará mais fácil identificar e combater ameaças, protegendo os principais ativos que constam na rede – leia artigo completo sobre esse tema.

Segurança digital e a garantia de bons negócios

A tarefa de estar compliance com a legislação neste novo momento não é apenas um resguardo contra possíveis ataques cibernéticos e sanções de órgãos reguladores, mas também é garantia de atrair bons olhares para o seu negócio.

Obedecer às novas regulamentações, e comunicar isso ao público como garantia de um serviço protegido e de qualidade, atento ao mercado e as necessidades do consumidor, é uma forma de propagandear o negócio como confiável.

Enaltecer a reputação – sobretudo em tempos de redes sociais, onde feedbacks, reclamações e avaliações repercutem e reverberam na rede de forma rápida – muitas vezes é uma das formas de prospectar novas oportunidades no mercado.

Seja por uma boa reputação ou pela segurança de manipular os dados nos afazeres diários, sem se preocupar com ataques digitais, investir na privacidade dos dados é a melhor forma de resguardar ativos e operar no meio digital sem maiores riscos.

Não se esqueça: a adequação às normas da nova LGPD requer uma gestão de vulnerabilidades eficaz. Apenas dessa forma será possível sondar, no sistema, possíveis falhas e ameaças que podem se tornar um facilitador para um ataque cibernético.

As reformas previstas na LGPD, relacionadas à manipulação e governança de dados pessoais na rede, refletem justamente o cuidado com o momento que vivemos hoje – interconectado e interligado pela rede.

Em prol da sensibilização sobre privacidade, a IBLISS está realizando várias ações, entre elas, uma live em parceria com a StartSe.  A transmissão será ao vivo, pelo Facebook e Instagram da IBLISS, e enfocará os novos desafios de segurança e privacidade de dados com a LGPD. Não perca!

Quer se atualizar sobre as principais propostas e mudanças contidas na nova regulamentação? Confira a transmissão ao vivo no Facebook e Instagram da IBLISS

Novos Desafios de Segurança e Privacidade de Dados com a LGPD
28.01.2020, 18 H


Com Eva Pereira (Head de Marketing – IBLISS)
e Leonardo Militelli (Fundador da IBLISS)

 

Como está a Segurança Digital da sua empresa?

Converse com nossos especialistas.