Conheça as ameaças digitais que podem impactar seu ambiente

A multiplicação dos dispositivos móveis e o crescimento da internet trouxeram inúmeras vantagens em diversos ramos da nossa vida. Mas junto com a evolução dos meios digitais, as ameaças virtuais e a violação da privacidade na rede tem sido cada vez mais comuns.

Ações dos hackers, em geral, podem colocar em risco os dados de qualquer organização, independentemente do porte ou do setor – como ficou constatado em 2017, ano de grande volume de ataques digitais. Basta estar conectado, para que um ambiente operacional esteja sujeito às ameaças digitais.

A privacidade dos dados hoje é uma questão muito discutida. Isso porque compartilhamos, a todo tempo, nossos dados na internet. Não só as empresas, como também os usuários comuns são levados a depositar seus dados no ambiente organizacional. São informações sigilosas que caindo em mãos criminosas podem ocasionar muitos problemas, tanto para a organização como para a pessoa que tem suas informações violadas.

Notícias de violações de dados são frequentes, muitas vezes causadas por um colaborador desavisado que abre um e-mail infectado ou porque arquivos não são armazenados com a proteção adequada e com a devida restrição de acesso. Nesse  cenário, a gestão de vulnerabilidade se torna essencial.

Administrar a segurança dos dados por meio do gerenciamento das vulnerabilidades é uma prática que visa impedir a exploração de falhas nos sistemas de TI e reduzir as ameaças digitais – e também uma exigência da legislação brasileira, a partir da promulgação da LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados.

O combate às ameaças digitais

A gestão de riscos envolve identificar, classificar, solucionar e reduzir vulnerabilidades que possam ocasionar prejuízo ao sistema, facilitando a incidência de vírus e outras formas de violação de dados.

Alguns exemplos de vulnerabilidade são sistemas sem patche ou mal configurados, senhas fracas de dispositivos ou um servidor sem proteção.

Ao adotar a gestão de vulnerabilidades, problemas como spams e ransomwares — sequestro de informações —, contas inativas, senhas ruins ou sistemas desatualizados tendem a ser drasticamente reduzidos.

Cada segmento envolve situações e bancos de dado diferentes. Por isso, existem diversas formas de se fazer a gestão de vulnerabilidades.

O chamado teste de invasão, ou pentest, tem sido utilizado como um dos métodos para analisar uma ambiente organizacional e determinar o nível de impacto de um eventual ataque. Como, em alguns casos, os testes de invasão podem inviabilizar o acesso a algum recurso do ambiente organizacional por tempo determinado, precisam – como todas as ações que visam ratificar a segurança dos sistemas – ser bem planejados e realizados por pessoal capacitado e experiente neste tipo de serviço.

Já o gerenciamento de patches envolve aquisição, teste e instalação de diversas assinaturas (correções / atualizações) no código de um sistema administrado e conectado ao ambiente organizacional. Essa prática mantém servidores, computadores, sistemas e aplicações atualizados automaticamente e de forma coordenada.

Com o cenário de ameaças digitais em transformação constante é preciso analisar com cuidado quais os recursos internos da empresa e com identificar os maiores riscos que ameaçam o sistema em particular. Aplicar uma rotina de monitoramento contínuo dos sistemas, com inspeções regulares, é uma das formas de acompanhar as vulnerabilidades, identificando possíveis ocorrências.

Uma política de prevenção é fundamental na intenção de preservar os seus sistemas de ameaças digitais maliciosas. O apoio de profissionais especializados, por exemplo, ajuda a entender quais ameaças são presentes no sistema, e quais as melhores formas de prevenir riscos e invasões virtuais.

Para conter essas ações é preciso estar sempre à frente dos cibercriminosos. Aliar o seu planejamento ao apoio especializado pode ser a solução mais eficaz, com melhor custo benefício, tendo em vista as necessidades de proteção do sistema.

Siga a IBLISS nas redes sociais, visite o nosso blog e se mantenha informado sobre as principais novidades a respeito da proteção de dados no ambiente virtual.

Como está a Segurança Digital da sua empresa?

Converse com nossos especialistas.