Como gerenciar os diferentes objetivos da segurança e do desenvolvimento

Alinhar os objetivos e interesses das equipes de segurança e de desenvolvimento não é uma tarefa fácil. Os primeiros querem monitorar e garantir a segurança dos ativos e das redes corporativas e resolver incidentes de segurança. Já os segundos estão preocupados com o desenho, implementação e desempenho das aplicações. Então, como reunir os dois objetivos e garantir o desenvolvimento seguro de aplicações, com agilidade?

Na maior parte das empresas, as equipes de segurança e de desenvolvimento ainda trabalham separadas, mesmo que o avanço das tecnologias e o crescente cenário de ameaças tenha aproximado as fronteiras entre os dois setores. Mas suas tarefas estão conectadas em uma meta: o desenvolvimento seguro de aplicações. Não é mais possível que o desenvolvedor veja apenas as entregas sem levar em consideração a segurança, e o mesmo acontece ao contrário, do lado dos líderes de segurança. É mais do que o momento de alinhar os objetivos das duas equipes e ampliar a colaboração.

Alinhando as metas

O conceito de DevOps, metodologia de desenvolvimento de software que explora a comunicação, colaboração e integração entre desenvolvedores e operações de TI, vem de encontro a essa necessidade de alinhar metas, aumentando a eficiência, reduzindo o retrabalho e resolvendo problemas conforme eles aparecem. Mas ampliar a colaboração entre as duas equipes exige mais do que um conceito.

Tudo começa com uma mudança na cultura organizacional, que deve fazer com que todos os departamentos se sintam e atuem como parte de equipe maior, com um único objetivo final: a sustentabilidade do negócio. E isso só é possível entregando um melhor produto, serviço e experiência ao cliente.

Voltando às equipes de segurança e de desenvolvimento e aos desafios que cercam o desenvolvimento seguro de aplicações, uma forma de alinhar as suas metas é colocar os dois departamentos debaixo do mesmo “guarda-chuva” e respondendo a uma única pessoa, evitando possíveis conflitos em suas tarefas.

Trabalhando em conjunto

Como a segurança faz parte do processo de desenvolvimento de softwares e de aplicações, especialistas em segurança devem parte da equipe de desenvolvedores, atuando como consultores, garantindo que as normas e políticas da empresa já estejam contempladas na fase de desenho da aplicação, evitando o retrabalho.

Além disso, a presença de um consultor de segurança durante o desenvolvimento de um produto, por exemplo, resulta numa oferta mais segura para o cliente, gerando mais valo, o que certamente será um diferencial competitivo em face das constantes notícias de violações de dados.

E, no caminho contrário, os desenvolvedores podem colaborar com as equipes de segurança em incidentes, reunindo as ferramentas de rastreamento de vulnerabilidades e, com isso, ampliando a capacidade de definir e controlar as atividades para remediação. Esse processo certamente melhora a eficiência e a capacidade de resposta, aproveitando a sinergia entre as duas equipes.

Saiba como as estratégias e ferramentas oferecidas pela iBLISS podem ajudar a proteger suas aplicações, desde o processo de desenvolvimento seguro de aplicação, homologação e produção, garantindo o seu desempenho com diagnóstico de vulnerabilidades, segurança nos processos, gestão e visibilidade de ameaças e monitoração e controle de ações.

Como está a Segurança Digital da sua empresa?

Converse com nossos especialistas.