Vulnerabilidades ocupam 40% dos recursos da gestão de segurança da informação

A gestão de vulnerabilidades é um dos processos que mais ocupa o tempo da equipe de gestão de segurança da informação, consumindo, em média, 40% dos recursos da equipe de segurança. Ainda assim, a maioria das empresas que executa um processo de gestão de vulnerabilidades sente que suas ações não estão trazendo o retorno necessário, especialmente para o C-Level, que geralmente acaba apenas com um longo relatório cheio de informações de ameaças e vulnerabilidades nas mãos que não ajudam em nada na tomada de decisão.

Mesmo que a equipe seja capaz de dar conta de todo o trabalho manual gerado pela gestão de vulnerabilidades para identificar, analisar e remediar ameaças, o C-Level precisa de informações mais abrangentes que permitam a ele compreender a postura de riscos da empresa, o desempenho de diferentes equipes de segurança e TI e o retorno de investimento.

Se com resultados pouco eficientes a gestão de vulnerabilidades já ocupa tanto os recursos da área de segurança da informação, como reduzir o tempo gasto pela gestão de vulnerabilidades e ainda obter melhores resultados para o C-Level?

A resposta está no uso de soluções de Security Operations, Analytics and Reporting (SOAR), que, diferente das ferramentas de detecção e análise de vulnerabilidades e eventos em tempo real, ajudam a medir a postura de riscos e oferecem uma verdadeira visão do estado da segurança do ambiente, permitindo a tomada de decisão em tempo real.

Continue acompanhando o post e confira os principais benefícios das soluções de SOAR para reduzir o consumo de recursos da segurança da informação pelo processo de gestão de vulnerabilidades.

Centralização de resultados de múltiplas plataformas

As plataformas de SOAR facilitam o trabalho dos analistas de segurança ao centralizar dados de múltiplas plataformas e fornecedores em uma única solução, com isso, é possível ter uma visão mais ampla de quais são as vulnerabilidades mais urgentes e, assim, diminuir a superfície de ataque.

Para o C-Level, a principal vantagem é a possibilidade de ter uma visão ampla não apenas das ameaças ao ambiente, mas do uso de todos os recursos da equipe de segurança, permitindo tomar decisões que possam impactar positivamente o orçamento.

Priorização de atividades

Para reduzir o tempo dedicado à gestão de vulnerabilidades é preciso ter em mente que nem sempre é possível dar conta de remediar todas as falhas de segurança que aparecem na rede. Esse trabalho pode ser otimizado e consumir bem menos tempo se for devidamente priorizado.

As plataformas de SOAR permitem classificar, priorizar recursos e aplicar modelos de cenário com base em dados de vulnerabilidades, configurações e outras informações do estado das operações de segurança.

Dashboards executivos

Os seres humanos são inerentemente visuais. Dashboards que contem com visualizações de dados de forma gráfica tornam mais fácil a explicação de cenários complexos e a priorização de áreas em que os esforços devem ser investidos, e mostrar como as ações têm sido efetivas ao longo do tempo.

Para os times de segurança, contar com essas informações em tempo real, além dos relatórios, É importante para garantir que os ativos de TI sejam estejam atualizados e de maneira confiável e eficiente.

Para o C-Level, essas informações são importantes para acompanhar, em tempo real, o retorno dos investimentos em segurança e para tomar novas decisões. Com essas informações, os executivos podem ter uma visão real da postura de riscos e da superfície de ataque do negócio, além de entender o desempenho das equipes e obter, em tempo real, informações sobre o retorno de seu investimento em segurança.

Alertas automáticos

Mesmo consumindo tanto tempo da equipe de segurança da informação, o processo de gestão de vulnerabilidades nas empresas atuais geralmente leva 103 dias para remediar uma vulnerabilidade, criando uma grande oportunidade de ataque para os criminosos.

As soluções de SOAR podem reduzir essa janela emitindo alertas automáticos em tempo real para corrigir falhas de segurança de acordo com o nível de criticidade e reduzir a superfície de ataque em menos tempo.

O GAT, da iBLISS, é a primeira plataforma de SOAR do Brasil. O software ajuda a enfrentar os principais obstáculos de segurança gerados pelas soluções atuais, que não fornecem uma visão integrada, como dados que não convergem, ausência de contexto, demora nos processos de prevenção e resposta a incidentes e dificuldade na gestão de múltiplas equipes e fornecedores.

Request a call

We offer professional security services that helps companies to protect their business against cyber-threats and continuously improve their maturity.

Consultor da IBLISS será palestrante da BHack

O consultor de segurança da IBLISS Murilo Santana vai ser um dos…
Leia mais

Gerente de operações da IBLISS será palestrante no DISI 2017

Na próxima semana, o gerente de operações Alexandro Silva, da IBLISS, vai…
Leia mais

Consultores da IBLISS apresentam palestra em semana do FCI no Mackenzie

Nesta sexta-feira (29), os consultores da iBLISS Raphael Pinheiro e Matheus Vanzella…
Leia mais